terça-feira, janeiro 16, 2007

Sessão Desabafo II

O post abaixo foi escrito às onze horas da manhã, chorosa, porque eu fico super prá baixo quando meu filho age mal, mente, ou apronta alguma... eu tomo como pessoal, mesmo sabendo que não é, faz parte da formação dele, a responsável por mudar isso sou eu... estava no rascunho.

Resolvi postá-lo assim mesmo, mais tarde, porque meu blog é a extensão de meus pensamentos e eu preciso botá-los prá fora de alguma forma!!

Mas depois de passar alguns momentos lendo o blog da Emília, da filhota dela, a Joana e recebendo uns denguinhos da Esfinge, a aniversariante do dia que encontrou espaço prá me acarinhar eu melhorei...

Eu preciso fazer mais força prá não atrair mais essas situações que só me deixam mais deprimida do que eu já sou, eu heim!!

Novamente quero desejar feliz aniversário prá minha querida amiga Esfinge, toda a felicidade do mundo para você que é uma flor de formosura!!

6 comentários:

Anônimo disse...

Jadeeeeee!!!!!
E depois eu que sou carinhosa!!!
Obrigada pelo carinho com que me trata sempre.
Beijos

Joana disse...

Ainda bem que pertenço a esse grupo que anima e dá força! :)
E concordo e apoio que estamos nesta vida é para viver bem e de bem com ela, e aproveitar os momentos maus (que deviam ser poucos) só para aprender a viver melhor os bons e a lhes dar mais valor.
Mas de facto, a vida é demasiado curta para vivermos chateados com ela...acontece...mas o bom é aproveitar e atrair coisas boas! :)

fernanda disse...

Jade, não sei opinar sobre filhos...

Por um tempo na minha vida, me senti meio culpada por não ter vontade de ter filhos... Depois de muito analisar a vida e me analisar, cheguei a conclusão que ter filhos é algo muito sério, que requer muita dedicação e acima de tudo vocação, muita vocação pra ser mãe... Entenda ser mãe, como gostar de criar, educar e acompanhar o crescimento de um ser humano, não o fato de amar seu filho... Tenho uma amiga que adora o filho, que veio por um descuido, mas continua achando que não tem a mínima vocação pra ser mãe...

Depois de tudo isso... Resolvi seguir minha vida sem pensar em filhos...

Anônimo disse...

Jade,
não se culpe e não sofra com isso, querida...
Mas é bom, né, expor tudo e desentalar; ainda que seja no blog.
Boa sorte!

Ah, a Joana é filha da Emília? Por isso que ela escreve com tanto primor e delicadeza assim. Que lindo!

Anônimo disse...

Andorinhaaaaa, eu também sou filha da Emilia, ela me adotou lá no blog do Arturo, sou a filhotinha virtual dela.
Hehehehehe

beijinhos

Emilia disse...

Ahh, você já serenou, J@dinha, minha amiguinha virtual? Que bom! Fez bem deitar tudo para fora na hora em que estava sufocando. A gente está cá para ouvir, ler, entender...
Adorei ler os comentários das meninas aí em cima!