terça-feira, abril 03, 2007

De vez em quando roda um email pela rede sobre os erros do ENEM, dizendo que nossa juventude está perdida e tal...

É claro que tem gente sem noção, mas acho que o papel de quem tem o conhecimento é corrigir. Ninguém tem a obrigação de saber tudo né? Por exemplo, muita gente, por ignorância ou vício de linguagem fala: "prá mim fazer". Quem sabe se incomoda, mas raramente corrige a pessoa.

Só fica falando depois: "ô gente burra!" Custa consertar? Não é prá sacanear feito um cara que eu conheço, é chegar na boa no ouvido da pessoa e dizer: olha só, falar assim está errado, o correto é: "para (prá) eu fazer".

Meu filho estava com uma afta na boca, perguntou se tinha remédio e eu disse que não lembrava o nome e ia procurar. Aí ele ligou dizendo que o amigo da escola escreveu o nome do que a mãe usou quando ele teve aftas. Era um remédio lá e "pedra umida" ele leu.

O professor de ginástica lá da academia entrou no msn hoje para me dizer que consegui comprar todo o material pro aulão de páscoa amanhã e o tal papel "selofone" que eu sugeri. E disse: não sei se é assim que se escreve!!

Bem, eu corrigi os dois e por isso pensei nisso. Quantas crianças conhecem o que é pedra ume, hume, nem eu sei como se escreve!! E papel celofane? Pô é querer demais né? Não custa nada corrigir...

2 comentários:

citadinokane disse...

Minha amiga estou doente, e consegui furar o bloqueio e responder para alguns amigos...
Beijos,
Pedro

Fernanda disse...

Confesso que tenho um bloqueio pra corrigir alguém... Se for um amigo bem próximo e ele não perceber as dicas que dei, acabo falando, mas é algo difícil pra mim...