segunda-feira, julho 30, 2007

A quem interessar possa!!

Andei lendo uns blogs por aí, não vou nomear, porque meu intuito não é criticar, cada um com seu cada um, mas antes elaborar, para mim mesma e para quem quiser, algumas constatações...

Relações humanas são difíceis, seres humanos são complicados, e relacionamentos amorosos tornam-se impossíveis quando não existe um mínimo de equilíbrio de ambos para levá-lo de forma saudável.

Se um joga no outro o peso emocional da relação, deposita no outro seus sonhos e frustrações, cobra cuidado, resoluções, proteção, quer que o outro adivinhe seus pensamementos e ainda por cima desconta no outro tudo de ruim que acontece em sua vida, essa relação pode até durar, o casal pode passar 50 anos juntos, mas nunca será um relacionamento amoroso.

Haverá violência, traição, desrespeito, desamor e dependência. Se alguém caiu por acaso numa situação dessas, consegue sair rápido dessa relação. Mas se a dependência for mútua, o relacionamento vai durar, ainda que sentido-se mal com essas cobranças, o outro acha que amar é assim, e até sente-se bem porque alguém exige tanto de si.

Sair é difícil, precisa de coragem, força, auto-estima em alta!! Ainda havendo coragem para terminar, sofre, sente pena, culpa-se, deixa-se chantagear, não consegue se afastar.

E volta atrás, na ilusão de que a relação será gratificante, porque, se nos contos de fada todos são felizes para sempre, e se o outro diz que voce é seu/a príncipe/princesa, porque é que todos os dias não são felizes?

Porque há dias em que o outro faz você sentir-se miserável, arrependido de estar vivo nesse mundo? Carente, doente, deprimido e mal-amado e ainda por cima responsável pela vida do outro que sempre diz "que não é nada sem você, que você o faz sentir-se uma pessoa melhor?"

Corta-se o mal pela raiz, afinal se alguém "não é nada sem você" para que ele lhe serve? Um tem que ser completo para ficar com outro. Ou complementa-se o ciclo, porque se um aceitou essa referência, pode ser por querer saber-se indispensável na vida de outrem.

Aí fodeu!! Um alimenta o comportamento do outro, pelo prazer de saber-se querido, por infantilidade ou porque tem tão pouco amor-próprio que precisa sabe-se amado, tão pouco quanto o outro que pensa que precisa dele para ser "uma pessoa melhor".

A paixão confude e um acha que conhece o outro, melhor do que o próprio, analisa o outro o tempo inteiro, na hora que ele não age da maneira desejada, mas da maneira prevista.

Do que adianta achar que conhece o outro e pensar: "ele me ama, mas está com medo, por isso foge, não se entrega". Pois bem, você nunca terá com essa pessoa uma relação completa!! Porquê?

Porque relações humanas são difíceis, seres humanos são complicados, e relacionamentos amorosos tornam-se impossíveis quando não existe um mínimo de equilíbrio de ambos para levá-lo de forma saudável.

De toda essa análise chego à conclusão que já comportei-me assim, que comportaram-se assim comigo, já corri de alguns e certamente já correram de mim!!

Uma relação sadia tem que começar com muito amor-próprio e auto-estima. Só e tão somente depois dessas conquistas estaremos prontos para conquistar alguém e amar verdadeiramente. Nossa vida estará completa e estar com o outro será sempre a realização de um prazer e nunca uma forma de opressão.

17 comentários:

JMC disse...

Oi Jade! Esse é um post pra ser relido sempre que possível e interiorizado nas emoções. Beijos

Lee disse...

1º - Post interessante, análise inteligente. Concordo com "jmc"...

2º - Essa musiquinha não foi legal... o banner animado está totalmente fora da visão de quem chega na página, o controle de volume/mudo é pequeno e de difícil percepção. Uma pessoa que tenha seu blog que use sessão salva, abrindo várias páginas, pode demorar um pouco para se localizar. Além disso interfere com música que estiver tocando na máquina.

Decididamente não é boa Netiqueta... :P

J@de disse...

JMC, sempre um prazer "ouvir" sua opinião!!

Lee eu fico com com as caixas de som desligadas, não saiba que esse treco tocava múeisa!!
Também não gosto!! Vou tirar!! Valeu pelo toque!!

Beijos pros dois!!

Bruno Costa disse...

"Nossa vida estará completa e estar com o outro será sempre a realização de um prazer e nunca uma forma de opressão."

Forma de opressão e, até mesmo, falta de opção, afinal de contas, tudo começa por que alguém deu bola e por acaso ou não, descobre-se fragilidades no outro que, bem exploradas, criam nela (na outra pessoa) dependências que a faz se sentir completa junto contigo, quando na verdade você fez isso pra se sentir completo antes dela. Isso, as vezes, nem se percebe enquanto vai acontecendo.

Foda é que tem gente que já me rejeitou porque queria exclusividade enquanto eu queria independência, sair com amigos ou sozinho mesmo, fazer minhas coisas, construir o meu futuro para mim. Se ela não era capaz disso na época, provavelmente, também queria que eu não fosse... Eu tenho a sorte de compartilhar do seu pensamento e me sair logo quando vejo que a coisa vai caminhando nessa direção.

Antonoly Maia disse...

Na vida o que não pode faltar é o amor próprio, se a pessoa não se ama, como poderá amar um outro ser humano?
ótimo post!
Beijos!

Marcelo disse...

Equlíbrio e amor próprio.
Eis dois fatores essenciais em qualquer relacionamento.
Mas, pra mim, o principal é a tal da reciprocidade. =)

Beijos, dear.

drika disse...

ameeei este post!
a pouco saí de um relacionamento assim. só depois do término é q percebemos o quanto fazíamos mal um pro outro.

hoje eu digo, eu ñ sei o q quero, mas sei direitinho o que NÃO quero!

beijo grande!!!

Beto disse...

Ah! Relacionamentos são difíceis mesmo. Simplesmente pelo fato de termos que lidar com alguém que não somos nós mesmos. Nesse momento se deixamos nosso egoísmo falar mais alto vai tudo pro caralho...rs

É isso..
bjs

Sujeito Oculto disse...

Eu não poderia ter dito melhor.

Muneo disse...

"ele me ama, mas está com medo, por isso foge, não se entrega"

Eu adiciono a este parágrafo o seguinte comentário: Não é outra pessoa que te faz sofrer, você sofre pq quer. Agente culpa a outra que esta com agente por nos fazer sofrer, mas você que esta escolhendo sofrer. Tipica dependencia.

Com o tempo agente percebe que o que buscamos na verdade nao é uma pessoa que seja a "cara metade" mas uma pessoa que ajude agente crescer, que nos torne individuos maduros, seguros e com auto estima elevada.

Fica aqui uma citacao do Renato Russo:
“Depois que eu me apaixonei de verdade, e não deu muito certo, então eu não consigo mais… Eu fico esperando, putz, eu quero sentir aquilo de novo, mas aí, se começa, se o coração bate mais rápido: “Ah, eu não sei se quero isso, não”. Eu acreditei durante muito tempo em amor romântico. Hoje em dia, eu não acredito em amor romântico, não. Eu acredito em respeito e amizade. De repente, sexo e tudo. Ou,então, expressão física. Mas é assim: respeito e amizade. Porque paixão, essa coisa de amor romântico mesmo, acho que traz muito sofrimento e sempre acaba. Você sofre, você fica pensando na pessoa, você não funciona direito….“

PS: Ahhh, obrigado pela playlist depre... to vendo as musicas aqui! uahhaha! (mas nao vou me matar)

Muneo disse...

Ahhhh, sobre o signo chines, eu tinha visto que vc era do mesmo que eu mesmo!!!
O seu faz sentido, o meu nao muito!!! Se fosse pelo meu, era pra me chamar Roberto Justus! kkk!!!

Antonoly Maia disse...

Oi Jade, atualizei o Clube dos favoritos, dá uma olhada lá!
Beijos querida!

Marcinha disse...

Esse comentário do Muneo é fantástico!!! Bom pra vc pensar a respeito miga! É mais ou menos tudo o que te digo sempre.

Beijos

J@de disse...

Marcinha, por isso que eu pedi esse garoto em namoro viu? hehehehe!! Ele é tudo de bom mesmo!!
Beijos pros dois!!

Felipe Ramone disse...

Relacionamentos são complicadíssimos mesmo. A gente tem que abrir mão de muita coisa e também temos que aceitar os defeitos da outra pessoa. E vice-versa! Se pra um é complicado, imagina dois! Se dá certo, tirou na loteria! hehe

bjos

Suzi disse...

tudo muito bem dito!

Osc@r Luiz disse...

A mim interessou...
Aliás, ai...
Beijo!