segunda-feira, agosto 23, 2010

I betcha think I don´t know nothin´
but singin´ the blues, oh, sister
have I got news for you, I´m someting

Miss Celie´s blues
Quincy Jones; Rod Temperton; Lionel Richie
(Com tradução, pra minha amiga Marcinha!!)


De vez em quando a gente duvida da nossa capacidade não é fato? Todo mundo, às vezes se sente inferior, incapaz, e tal...

Mas de vez em quando a gente também se sente super, né? Como se tivéssemos super-poderes mesmo, algo como voar, ou ser imortal...

Gosto de me sentir especial, embora minha auto-estima viva me pregando peças. Mas, sei lá, acho que tenho, cá do meu jeito, coisas boas para compartilhar, que não é dinheiro!!

É porque tem muita gente que relaciona bondade, carinho e amor, a dinheiro né? "Ah, Fulano é tão legal, ele sempre me dá isso ou aquilo...". Não é meu caso, porque eu sou pobre de marré!!

O que eu tenho para dar é diferente... é cuidado, é carinho, é atenção.

E porque eu estou falando isso? Há cerca de três anos, uma amiga muito próxima foi diagnosticada com câncer de seio. Foi triste, assustador, e eu ficava sem saber o que dizer, até que eu disse: "quer que eu faça Reiki?"

Antes da cirurgia eu fiz duas semanas de sessões de Reiki e depois da cirurgia também. Ela operou, fez quimioterapia, mas sem nunca perder o bom humor.

Hoje ela me ligou para dizer que a médica disse que ela está curada! Vai tomar uns medicamentos até fevereiro e depois vai ter alta!!

Estou muito feliz por ela, fiquei até emocionada!! Gosto de achar que tive uma pequena participação nisso, gosto de pensar que fui especial...

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Que legal! Olha! Estar presente na vida dos amigos nas horas ruins é algo raro! Continue assim! Porque a primeira coisa que o povo faz quando a gente tá mal é sumir... rs

Beijocas

Codinome Beija-Flor disse...

Há algo, que dinheiro nenhum compra: AMOR INCONDICIONAL.
Foi isso que você deu.

E ainda bem que você só é pobre de Marré e eu flor! que sou de marré, marré!!!

Bjos