quinta-feira, outubro 21, 2010

Eu não sou diferente de ninguém quase todo mundo faz assim.
Eu me viro bem melhor quando tá mais pra bom que pra ruim.

Condição
Lulu Santos



Existem coisas que eu não gosto nas pessoas. Coisas que se eu perceber que fiz (ninguém é perfeito né?) eu fico sentindo uma culpa, um mal estar, uma sensação horrível e enquanto eu não mudo aquilo, não sossego.

Porque dos outros eu posso me afastar, não sou obrigada a conviver com quem não me agrada, mas de mim não posso né? Então, eu tento consertar e me consertar pra não ficar mal.

Essas coisas que eu não gosto nas pessoas, a outros podem parecer besteira, mas me incomodam, mostram muito do caráter, da essência, e são coisas que eu não consigo deixar passar. Existe tanta gente nesse mundo, não sou obrigada a ser amiga de tipos que não me agradam.

Não gosto de quem não tem educação, não dá bom dia às pessoas no trabalho, não fala com pessoas que já lhe foram apresentadas, anda com o nariz empinado como se cheirasse coco, como se vivesse num mundo inalcançável e só saísse dele de vez em quando.

Acho nojento quem se acha mais jovem que todo mundo (não importa sua idade) e pensa que envelhecer emburrece e limita e discrimina pessoas mais velhas sempre que surge oportunidade.

E não importa quão mais velhas, conheço gente com 30 anos acha que quem tem 33 é velho!! Eu costumo dizer que essas pessoas deviam morrer cedo, porque senão, um dia eles terão a idade de quem eles fizeram pouco caso e como vai ser? Será que eles vão se odiar? Ou se matar? Tomara né?

Insuportáveis são as pessoas que querem que os outros fiquem lhe paparicando eternamente. Eu sou gentil e se confundem essa gentileza com ser idiota, eu viro um siri!! Gente assim tá fora da minha vida.

Acho uó homens (neste caso específico, porque sou hétero) que dizem que as mulheres hoje em dia não querem nada, que mulher independente assusta, que mulher tem que ser feminina.

Acho que a maioria das mulheres é muito complacente na hora da paquera, daí o cara nunca precisa se esforçar muito, porque qualquer merda que ele fala, ela aceita... aí quando ele encontra uma mulher madura que não quer babaquice na paquera, fica com preguiça.

Ah, fala sério, se o sujeito não tem bagos para conquistar uma mulher que não quer joguinhos, não fica posando de princesa indefesa, nem rindo de qualquer bosta que ele fale só pra agradar, vai procurar uma Barbie e não enche o saco e assume isso, eu heim!!

Bem, acho que é só isso, também se tivesse muito mais eu ia acabar largando tudo e me mudando pro topo de uma montanha ná??

5 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Assino embaixo de tudo, menos no ítem de dar bom dia, eu peco muito. Sou antipática, não gosto de dar bom dia pra quem não tenho intimidade, pra quem nem sequer conversei um dia. Não sei porque temos que cumprimentar gente estranha... rs... Isso vale pra gente do trabalho. Aquelas pessoas que você nunca parou pra conversar e tem que dar bom dia, affe... Tinha que abolir isso... rs

Beijocas

José disse...

Olá J@de!
Bom dia, passei aqui por acaso, e fiquei gostando muito do seu blogo, voltarei outras vezes.
José.

Alysson-Syn disse...

Concordo com vc. Incompatibilidades nos outros podem ser facilmente resolvidas pela distância. Já quando o que nos incomoda está na gente, mudar isso e resolver pode demorar e exige certa disciplina!

E também detesto pessoas com as características que você citou. E outras variedades também, como pessoas arrogantes por serem ricas, pessoas artificiais e fúteis, pessoas fofoqueiras, pessoas histéricas desnecessariamente, etc. A lista é longa e a minha paciência é curta pra pessoas assim...

Beijão, J@de!

São disse...

A nossa única companhia inevitável somos nós. Por isso, é bom que nos portemos à altura, rrss

Um bom final de semana.

Jow Caruso disse...

Olá Jade!! Que bom que comentou no meu blog, assim te achei aqui de novo hehehehe

Adoro ler seus posts! Gosto como consegue expor tão bem o que sente, escrevendo! E me identifico com muita coisa que escreve. Se não me identifico com tudo, é porque já deixei de me incomodar tanto com certas atitudes de pessoas que não merecem a minha preocupação, pois estas pessoas um dia perceberam a sua "pequinês" perante o mundo, quando realmente precisarem, seja de um amigo, de um sorriso, seja de um abraço.

Parabéns pelo Blog!