quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Modos de se dar uma notícia...

Uma amiga lá do bar, tem um filho de 7 anos. Um moleque danado, ativo, levado, daqueles que não pára um segundo!! Pula, corre, dança, um pestinha!! Doce, carinhoso, esperto, inteligente toda vida!!

Recebi ontem uma ligação, era outra amiga do bar.

- Oi Lúcia tudo bem?
- Tudo... Patricia, vc sabe o que aconteceu com o Pedro Henrique? (com aquela entonação sabem qual?)
- Não, o que houve? (meu coração bateu forte e o corpo amoleceu)
- Meu Deus!! Você não sabe o que aconteceu com ele?
- Ai caralho fala logo mulher, o que foi?
- Ele está... desde ontem... no hospital... com metade...
- Metade de quê porra, fala logo!!
- Metade não, tá com uma agulha de crochê enfiada no calcanhar!!

Eu quase tive um treco!! O garoto tem sete anos, eu já pensando que ele tinha sido atropelado, caído do prédio que mora, tava com metade do corpo inutilizado, pela entonação que ela deu, sei lá, né?

Cabeça vazia é oficina do diabo mesmo viu? Eu já tenho emprego, preciso arrumar é mais trabalho, prá parar de me assustar com tudo, fala sério!!

Depois do susto que tomei, a vaca me contou o resto da história... estavam em casa, ele e a mãe, a agulha sei lá porque estava no chão, a mãe chamou e o moleque saiu correndo de um cômodo para o outro e nessa corrida, sabe Deus como, enfiou a agulha no pé.

A ponta da agulha espetou no osso, e por isso ele teria que operar. Sem plano de saúde, foi para o hospital público, (prá quem é do Rio, ele foi para o Souza Aguiar, prá quem não é do Rio, os hospitais públicos daqui em geral são uma merda), por isso estava lá desde anteontem esperando a vez para operar. Passavem todas as emergências na frente dele.

Quando liguei prá saber notícias, ele que atendeu, todo tristinho e me disse: "Tia Patricia, é que os anestesistas estão muito ocupados, até o médico que vai me operar tá muito ocupado." Quase morri de dó!!

A Lúcia acabou de me ligar dizendo que ele já operou, correu tudo bem estão esperando ele acordar, vou ligar mais tarde prá mãe dele prá saber se ele sai hoje do hospital.

7 comentários:

Mosana disse...

credo.. eu tb infastaria com uma noticia dada dessa maneira!!!!
ARGH!
ainda bemq ele já tá melhor!!!
beijos

Dono do Bar disse...

Pior você nem sabe, Jade. Minha prima e minha irmã estão no Hospital, e tão cedo não vão sair de lá...
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Elas são médicas.

kkk...beijos.

DB.

Marco Aurelio Brasil disse...

J@de, histórias como essa me deixam passado. Desde que virei pai aprendi o que é medo. Cruz credo. E ainda tem aquela coisa horrenda que os teus conterrâneos fizeram a uma criança de 6 anos ontem, até falei no meu blogue, cruiz! Mas, mudando de assunto, obrigado pelas visitas. Teus comentários são sempre precisos!

Segredos da Esfinge disse...

Jade,
Nosso coração de mãe fica aflito com notícias assim.
Não é fácil vida de "Anjinho da Guarda" de mulequinho sapeca, não é?
Dá um beijinho nesse sapeca quando você estiver com ele.
Ah! Beijinho pro Filhotinho também é claro.
Bjos

Emilia disse...

Ihh eu morro de medo dessas coisas! Tomara que o pobrezinho fique bom logo, outra vez pulando, de preferência em segurança.
Bjos para ele!

Sujeito Oculto disse...

É como a história do gato que subiu no telhado.

João disse...

Tem gente que sabe mesmo dar notícias...Fica criando um suspense digno de hitchcock pra avisar que o leite acabou ou que ralou o joelho...Nesse meio tempo a gente imagina que o mundo acabou, o juízo final chegou e coisas do tipo...Ah, e eu já tive um tio internado no Souza Aguiar...Tem vezes em que eu acho que é mais perigoso no hospital do que fora lá no Rio...