sexta-feira, janeiro 18, 2008

Vivendo e aprendendo a jogar, nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a jogar.

Aprendendo a jogar
Guilherme Arantes


Sabiamente disse Oscar Niemeyer: "Cem anos é uma bobagem, depois dos 70 a gente começa a se despedir dos amigos. O que vale é a vida inteira, cada minuto também, e acho que passei bem por ela"

Eu discordo!! A gente se despede dos nossos queridos até chegar nossa hora... e nos últimos dias a morte está insistindo em me perseguir... foi-se hoje minha segunda mãezinha, mãe de minha comadre... tristeza, muita tristeza...

8 comentários:

JEANSECAMISETA disse...

Ô minha querida, sinto muito por sua perda.
A morte é tão presente e real quanto a própria vida, mas nunca aceitamos ou nos acostumamos com ela.
Um abraço forte.

Suzi disse...

ai, que triste...
...
meus sentimentos, jade.

dama de cinzas disse...

Dizem que o chato de envelhecer não são as doenças e as rugas, mas sim ver as pessoas queridas irem embora...

Bijus

Codinome Beija-Flor disse...

Nào nasci pra jogar.. não sei jogar.
Porque não acho que a vida tem que ser de pasos ensaidos, com marcações ou regras.
Penso que seria melhor ~aprender viver".
Sinto por vc, mas infelizmente nem sempre podemos mudar o destino.
Bjo

Osc@r Luiz disse...

Esses "Oscares" sabem o que dizem... Não sei por que eu saí discordante dessa regra. Eu não sei p... nenhuma!
Vim por que estou com saudades, e há tempos não vinha. Sinto falta de algumas pessoas e coisas.
Você é uma delas.
Mas vim numa hora ruim.
Então agora, me solidarizo ao seu pesar e prometo não demorar tudo isso de novo pra voltar.
Beijo.

Suzi disse...

Passei pra deixar beijo de boa semana.
E pra lembrar que, embora muitas vezes não pareça, ainda há coisas belas e doces, na vida.

Thales disse...

Puxa, é muito triste perder alguém tão importante pra gente. É uma falta que fica para sempre. Sinto muito por sua perda :(

solange.a disse...

Oh minha querida, que momento triste....