sexta-feira, abril 24, 2009

Das coisas que eu odeio!!

Há muitos anos começou minha antipatia pelas vans, transporte alternativo muito usado aqui no Rio, por causa de um entrevero com um motorista.

Estava eu, vindo da casa do meu pai em São Gonçalo, esperando o ônibus quando...
- Ei, vai pro Rio?
- Vou.
- Então vamos!
- Quanto é a passagem?
- 2 reais.
- Não obrigada, vou esperar o ônibus que é 1,30.
- Ué, mas o meu preço é esse!
- Tá bem, mas o ônibus é mais barato, vou de ônibus.
- Ah mas eu não posso fazer nada, o meu preço é 2 reais.
- Tudo bem amigo, vc cobra quanto quer, eu pago se quiser.
- Ah mas eu vim lá da praça buscar você aqui no ponto!
- Veio porque quis, eu não mandei lhe chamar!
- Tchum, schinchhhhhhhh (muxoxo do motorista e pneu arrancando!)

Ah merda, alternativo significa que eu posso usar ou não, né?

Isso foi há uns 10 anos quando iniciava esse inferno no Rio de Janeiro. Desde então, como o tranporte coletivo aqui no Rio é uma merda, as vans popularizaram-se ao ponto da prefeitura legalizar as cooperativas de van.

Apesar da fiscalização, tem muitos carros caindo aos pedaços fazendo transporte ilegal, e muita gente que os usa.

Mas ao longo dos anos, os usuários deram muito abuso e eles continuam agindo como se a gente fosse obrigada pegar a van em vez do ônibus!!

E é um saco, os motoristas passam gritando o itinerário e olhando pra gente e continuam olhando até que você faça um não com a cabeça, ou diga que vai para outro lugar, ou mostre seu cartão de RioCard (a van só aceita dinheiro), não importa, você tem que dar a eles uma satisfação do porque não vai pegar a porra da van!!

Há muito tempo isso me incomoda e quando eu não vou pegar a van eu fico olhando par ao vazio quando eles passam. Aí ontem eu ia para o ponto do ônibus e bem na esquina estava a van que vem para o Centro. O sujeito gritava e olhava pra minha cara. E eu olhando para o outro lado e gritando: senhora, senhora, vai pro Centro!!

E eu, ouvindo música segui, linda, com meus fones de ouvido, para o ponto de ônibus sem ter que dar satisfação do meu caminho, enquanto os outros ficaram sacaneando o sujeito e ele reclamando que eu não ia ouvir mesmo...

Eu heim, desde quando eu tenho que dar satisfação pra alguém??

3 comentários:

Marcinha disse...

Diálogo de maluco esse hein, miga! ahahaha... Eu tive que rir do lado de cá!

Codinome Beija-Flor disse...

KKKK.
Que saudade que eu estava das suas aventuras, das suas postagens.
Bom demais vc de volta.
Bjs

Gambita disse...

sem noção, são uns abusados mesmo! abençoados fones de ouvidos que nos proporcionam a satisfação de fingir que não ouvimos! uso constantemente! heheheh
bjos, e ótimo final de semana!