terça-feira, maio 17, 2011

Chô Chuá, cada macaco no seu galho

Cada macaco no seu galho
Riachão


Em julho desse ano meu blog fará 9 anos. Não exatamente este blog, embora meu cadastro aqui tenha sido feito na mesma época que vários outros, mas eu comecei efetivamente, no falecido weblogger.com.

Lee, que era meu namorado na época, e que conheci através da internet, me apresentou à essa novidade e eu abracei como uma adolescente abraça um diário.

Ninguém me conhecia pessoalmente, e como minha vida virtual sempre esteve bem distante do dia-a-dia, eu nem comentava com ninguém que tinha blog. E quem me conheceu pelo blog, tornou-se meu amigo, "apesar de".

Ao longo dos anos eu deixei de dar importância ao número de visitas, fui me desligando de críticas maldosas, de comentários ofensivos, e de desejar milhões de visitas e comentários.

Não, eu não sou abnegada, claro que adoro visitas e comentários, fico puta com as pseudo-estrelas de blog, principalmente aquelas que dizem que visitam todo mundo e comentam ao menos uma vez, quando de fato vivem dentro de sua "panelinha", embora os caras mais fodões que eu conheci em blogs, sejam muito mais acessíveis.

Há tempos esse não é o motivo porque escrevo aqui.

Escrevo porque aqui é meu mundo, é uma extensão de mim, é onde eu escrevo TUDO que me dá vontade. E eu faço minhas queixas, falo de assuntos pessoais, conto casos, sem censura absolutamente nenhuma.

Este é meu mundo e em meu mundo eu sou livre. E meu blog é livre! E quem me lê, não faz parte do meu dia-a-dia. De qualquer forma, raramente denomino alguém, porque são minhas impressões sobre a vida e as pessoas. Minhas.

Poucas pessoas que me conhecem, sabem que eu tenho blog. Mas, noutro dia escrevi um pensamento no Twitter, saiu MSN e quando eu me dei conta, uma colega de trabalho estava me perguntando PORQUE eu tinha escrito aquilo, como se eu tivesse cometido um crime!

Eu não permito que nenhum ser humano julgue minha humanidade! Acontece que esse tal de "netuórki" pegou e só faz crescer, e a gente vai compilando tudo, pra tudo ir se comunicando, uma coisa buscando informação na outra, para que, onde quer que alguém vá, sempre acabe nos encontrando.

Mas isso é legal para juntar a família, para procurar um emprego, não para popularizar seu blog, sendo ele tão pessoal quanto é o meu.

E aí que uma das pessoas mais fofoqueiras e sem vida que eu conheço me adicionou no Facebook e eu pensei: fodeu!!

Por duas vezes, conhecidos leram meu blog e por duas vezes, eu tive problemas. Nada do estilo Ed Motta, mas sabem como é, quem conta um conto, aumenta um ponto.

Eu já me sinto o "etê" quando expresso minha opinião sobre muitos assuntos, não tenho que explicar porque eu escrevi isso ou aquilo, nem quero saber de gente querendo me tomar satisfação, ou querendo "me ajudar".

Portanto, a partir de hoje, enquanto o resto do mundo anda pra frente, eu dei um passo para trás. Meu blog volta a ser o que era há 9 anos. Sem foto, (quem viu, viu, quem não viu...), sem msn, sem facebook, sem orkkut. Um endereço apenas, conhecido por poucos e como sempre, meu.

15 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

infelizmente isso tá cheio. gente que fica caçando informação da gente via facebook, orkut, blog, pra usar contra nós. enfim, não se respeita um veículo que serve como canal de informação, de expressar o que vivemos, sentimos e pensamos.

fora a vigilância/confusão, pq a gente mtas vezes escreve "a" e nego lê "b", daí o samba sai do compasso.

nove anos! é bastante tempo! vc já deve ter visto de tudo nessa blogosfera.

bjs

Dama de Cinzas disse...

Sabe que concordo contigo!

Ou a gente faz um blog light, assina com o próprio nome e segue. Ou faz um pseudônimo para que possamos falar de tudo sem que isso venha sempre causar um problema na sua vida. Infelizmente, como o tempo cheguei a essa conclusão.

Tem gente que diz que assina o próprio nome no blog, diz tudo o que quer e não nunca teve problemas, eu acredito e dou os parabéns, exceções sempre existem em qualquer regra.

Beijocas

José Sousa disse...

Olá querida J@de!
Encontrei-te no blog da Dama!
Clickei, entrei e vi este lindo espaço onde escreves! Gostei deste post e pelo qie li escreves muito bem e são coisas assim que me incentevam a ler mais e mais.
Vou passar a ser teu seguidor e espero que sejas minha também. Tnho vários blog's que te convido a conhcer, mas principalmente o "Transpondo Barreiras". Vai até lá e deixa ficar teus comentários depois de me leres.

Um beijinho e boa sorte.

Simone Audrei disse...

Acho que você está coberta de razão quando não admite que te questionem ou que te cobrem alguma explicação sobre o que pensa, diz ou escreve. Ninguém tem este direito, ainda mais num blog, que é mesmo como você disse, o nosso mundo, o nosso cantinho, onde expressamos tudo sem censura.Comentários são ótimos, mesmo quando discordam da gente, desde que, sejam de forma construtiva, é como diz o título, cada macaco no seu galho, cada um tem sua maneira particular de ver uma mesma coisa. Parabéns pelo seu blog, continue sendo autêntica, gosto de visitá-lo sempre que posso.
Bj.

Elaine Gaspareto disse...

Jade,
9 anos? Caramba! Certeza que não chego...
Lendo seu post eu me peguei desejando muito essa maturidade, essa visão. Tem dias que blog sufoca. Não o blog em si, tadinho, mas tudo de cobrança, de chateação e de ruim que advém dele. Gente, né? E onde tem gente tem arestas a aparar.
Enfim... feliz aniversário, blog. Acho que é o mais antigo que conheço.
Beijos e bom dia

Fernanda Iasi disse...

Tem toda razão Jade. Ajuda é bom quando a gente pede, e satisfação a gente dá pra quem quer. Bjo

Tatiana disse...

Jade querida!
Também nao gosto que conhecidos leiam meu blog, no meu twitter nao divulgo meus posts e no facebook nao misturo as coisas.
Olha so, normalmente nao adiciono quem nao gosto no facebook, mas caso aconteça, uso um truquezinho, dou uns dias e deleto o individuo, as vezes a pessoa nem repara...rs.
Parabeeens pelos 9 anos, realmente esse mundo virtual é uma delicia!
Beijocas!

Pattr!cia disse...

Eu assino meu nome nas minhas postagens. Falo o que quero e nunca tive problemas.
Meu único tormento é uma desocupada, ex de um ex que insiste ainda em me perseguir. Dê uns tempos pra cá nem ligo mais... Ela deve morrer de inveja de mim.
Sinceramente não sei como consegui os seguidores que tenho. Não dou conta de comentar todos os blogs que sigo. Mas também não estou atrás de comentários. Claro que gosto, mas escrevo mais como forma de desabafo do que para ser vista.
Beijos e parabéns pelos 9 anos!

Afrodite disse...

Entendo a sua decepção,Jade.
Tb me sinto assim ás vezes...
Saiba que eu adoro vir aqui,e infelizmente nem sempre tenho tempo sequer de atualizar o meu canto,mas visitar os meus amigos é essencial pra mim!
Fiquei longe pq estava me dedicando aos estudos,agora prometo manter minhas visita a vc em dia,ok?
Obrigada pelo apoio de sempre!Nem preciso dizer que te conhecer foi especial,né?
Beijo
Afrodite

Luma Rosa disse...

Acho legal as pessoas se preocuparem com a reputação online, porque isso repercute no dia a dia offline. Assino o meu nome mesmo e as fotos que publico da minha pessoa, nunca são de rosto frontal; essa foi a condição imposta por meus familiares e hoje em dia compreendo melhor a posição deles. Meu blogue é visitado por pessoas da família, amigos e colegas de trabalho. As precauções que tomo é de não citar os nomes, preservando-os também. Nunca tive problemas neste tempo que estou blogando e que esbarra no seu tempo - antes do atual tive outros blogues, participei coletivamente de alguns e se mantermos um não envolvimento com que os outros pensam, blogamos melhor. Ligue o #foda-se para essa fofoqueira! Beijus,

Cin disse...

Oi Jade, qto tempo, é a Cin do "Segredos de Liquidificador" lembra de mim? Estou passando pra contar que voltei a blogar, fiz um blog com assuntos relacioanados a atual fase da minha vida: a maternidade. Vim te convidar pra conhecer. Vou adorar sua visita. O end é:http://maenualdeinstrucoes.blogspot.com Bjinhos!

Anônimo disse...

Oi foi a 1ª vez que encontrei o teu espaço online e gostei imenso!Bom Projecto!
Adeus

Pandora disse...

Nunca interliguei meu blog a face(coisa recentissima), orkut ou msn, poucos dos meus amigos reais e virtuais sabem que tenho blog e francamente acho legal que seja assim.

Não sei se compreendo o que vc diz Jade, mas sei que gosto da ideia de cada macaco no seu galho, de escrever pq o blog é meu mundo, uma extensão do que sou...

Ah, gosto ainda mais da ideia de que não permitir que ninguém julgue nossa humanidade!

Cheros J@de e parabéns!!!

Iza disse...

Só tenho a dizer Parabéns a você. Pelo tempo de blog e pela forma com que enxerga a atividade de blogar.

De blog tenho uns três anos, mas criei e apaguei vários inclusive o que uso hoje já foi apagado no início e recuperado mais adiante.
É bom ler experiências como a sua.

Cada dia que passa me convenço mais de que para ter blog pessoal, o bom mesmo é fazê-lo longe de parentes e conhecidos.

Aprendi muito lendo você. E cheguei aqui por uma indicação lá na Dama.

Beijos!

O Guri disse...

Eu nem sei como fui parar num blog. Ou eu sei e não me dei conta. As vezes penso que não sou importante a ponto de manter um. Mas tenho meus seguidores e sinto que é como se eu cumprisse algo especial toda vez que escrevo. As palavras simplesmente saem. Se mais nem menos.

Talvez seja por essa pequena confusão que eu acabei contando pra algumas pessoas sobre O Guri. Claro que depois me arrependi, mas no início foi como se eu precisasse delas pra poder escrever. Sempre tem alguém que fica tirando comigo depois que me le e eu não gosto. Mas foi uma confusão enorme na hora e eu nem percebi. A vida pode andar tão rápido que a gente fica tonto. As vezes eu gosto, as vezes não. Mesmo assim eu me acostumo.

Você deve ser muito especial pra manter uma família e ainda escrever aqui.

E por essas pessoas e sabe-se-lá Deus por qual outro motivo as evzes eu tenho medo de escrever algumas opiniões com medo do que os outros vão pensar. Bobagem, logo passa.

Vou repostar você lá no meu canto e juntar com esse comentário aqui. Olha lá depois.

Sobre as milhares de visitas e seguidores, é normalmente normal que fique ansioso por elas. Quero ajudar as pessoas e colaborar com algo de bom pro mundo. Insegurança.
Também penso que repostar textos de outras pessoas é fazer uma publicidade gratuíta que não me traz retorno algum. ÔÔÔ ganância.
Já escrevi sobre isso lá, mas o assunto continua.

http://umgurientregurias.blogspot.com/