quinta-feira, março 08, 2007

"Não sou freira.
Nem sou puta"

Versos de Pagu, de Rita Lee, que a Esfinge dedicou a mim, neste post.

Hoje é o dia internacional da mulher. Valorizam-se as conquistas femininas e anunciam-se campanhas contra a violência contra a mulher.

Atualmente nós trabalhamos fora, e não usamos mais aqueles espartilhos que nos tiraram o ar, e nos faziam desmaiar toda hora. Nada me tira da cabeça que é por isso que a mulher virou o "sexo frágil"...

Repetindo parágrafos de posts anteriores, nós aprendemos a saborear a independência que conquistamos com muita luta e força, usamos as roupas que queremos, descobrimos o prazer de estudar, construir, ter uma profissão, as delícias do sexo sem risco de gravidez, o orgasmo, e para os filhos programados, creches que funcionam de 07:00 às 19:00h!!

Mas, sempre trabalhamos, ainda que nossa denominação fosse "rainhas do lar", já tínhamos uma jornada dupla (casa e filhos). Cada dia que passa somos mais atuantes no mercado de trabalho, aprendemos a gritar por valorização e somos mais independentes.

Temos agora uma jornada tripla. A gente dá conta quando está sozinha, mas infelizmente a maioria dos homens não evoluiu, alguns continuam querendo aquela mulher frágil e dependente que tornava a vida dele confortável... na hora de viver junto a coisa complica!!

Que os meninos me perdoem, mas ser homem não é muito diferente do que é desde sempre... por isso eles se assustam quando vêem essa nova mulher que evoluiu e que chama atenção... muitos têm medo e para se defenderem, tentam não respeitá-la...

"Whatever women do they must do twice as well as men to be thought half as good. Luckily, this is not difficult".
"O que quer que as mulheres façam, elas tem que fazer duas vezes melhor que os homens para serem pelo menos boas à metade. Felizmente isso não é difícil.
Charlotte Whitton

Deus nos fez guerreiras, mas com uma tendência muito grande à perder a auto estima, somos frouxas demais emocionalmente e, sem nenhuma crítica à fé, mas à instituição, grande parte disso é graças à cultura católica que nos transformou nas portadoras de um pecado que não há jeito de nos livrarmos dele.

Sociedade patriarcal e machista e qualquer besteira emocional acaba com a gente. Durante anos e anos nós pensamos que fôssemos mesmo seres de essência ruim, que servíamos apenas para trazer outros seres ao mundo. E aí é que estava nossa redenção. Santas no momento que virávamos mães.

"Men are taught to apologize for their weaknesses, women for their strengths."
"Homens aprendem a desculpar-se por sua fraqueza, mulheres por sua força"
Lois Wyse

Eu poderia citar milhões de frases feministas marcantes, profundas e importantes. Mas nada disso interessa, se não nos respeitarmos e não fizermos muita força para nos impor nesse mundo e viver com a dignidade que um ser humano merece.

Por ser um dia dedicado a valorização da mulher, confraternizo e parabenizo às minhas iguais. Comprei bombons e rosas para as amigas do trabalho e dou um sorriso à todos que hoje me parebenizarem.

Mas nosso dia é todo dia, devemos ensinar nossos filhos que homens e mulheres são iguais, temos que continuar nos firmando no mundo, e acima de tudo, devemos nos respeitar.

Que hoje não seja apenas um dia prá mídia puxar nosso saco dizendo que somos seres de amor e os cafajestes darem rosas e jurarem que nunca mais vão bater nas suas companheiras.

4 comentários:

Segredos da Esfinge disse...

Jade.
Parabéns pelo post.
Quero ser sempre feminina, feminista jamais, não quero "ter sempre" direitos iguais (porque adoro ver a gentileza do homem quando abre a porta do carro, gosto quando puxa a cadeira para um mulher sentar, acho lindo ele dar a mão para subir escadas...e ser carregada no colo... direitos iguais nem sempre é preciso).
O importante é igualdade de sentimmentos (respeito, admiração, carinho...) e direito sim de ser igualmente feliz.
Beijinhos para todas nós.

Sujeito Oculto disse...

As mulheres conquistaram muito, mas não se deram conta de que não é possível obter o bônus sem o ônus. A vida da mulher é mais independente, mas também é mais difícil do que a de outrora. Mais liberdade significa mais responsabilidades, mas uma coisa não muda: são vocês que geram os filhos e é de vocês que eles mais precisam no início da vida. E assim, com todo esse estresse e a necessidade de lutar para obter uma posição de eqüidade em relação ao homem, a expectativa de vida diminui em relação à do homem e o índice de doenças cardíacas aumenta. Mas nós, gentilmente, continuamos cavalheiros, pois sabem muito bem as mulheres serem frágeis quando lhes convém.

Beijos.

Fernanda disse...

Eu sou uma feminista assumida... Sei que sou meio radical, mas num país machista, ser feminista é meio de sobrevivência, não chega a afetar a vida de ninguém...

Acho as mulheres seres muito interessantes, conseguiram conquistar muito em pouco tempo...

Parabéns pra nós mulheres, hoje e sempre!!

Emilia disse...

Que lindo o seu post, Jade, do melhor que tenho lido para assinalar este dia.Bonito o seu gesto para com as amigas do trabalho.