terça-feira, abril 10, 2007

"Filha, eu não tinha noção de que estava tão ruim até que ficou bom!"

Há cerca de dois anos, meu pai começou a ficar com a visão embaçada, dia após dia foi piorando. Aos poucos ele foi parando de fazer coisas, parou de dirigir, de ler, e de vez em quando tropeçava e caía na rua.

Ele é um homem ativo, faz exercícios de manhã e trabalha, demorou um pouquinho, então, num dado momento ele sentiu-se incomodado e procurou um médico. Fez todo o preparatório e marcou a cirurgia. Mas quem já precisou do SUS, sabe a merda que é, no dia marcado o médico não foi, a ficha dele sumiu e ele não operou.

Indignado, foi numa clínica particular e na quinta-feira passada operou. Na sexta fui visitá-lo e ontem ele veio aqui. E me disse: a frase que eu usei como título.

Na vida também é assim, todo dia acontece uma coisa ruim, temos um mau pensamento, sentimos raiva, mágoa, ou nos sentimos mal amados. Como é em conta-gotas, muitas vezes não percebemos e vamos nos acomodando, deixando de fazer uma coisa aqui, acatando uma mágoa, um rancor ali, uma demonstração de desamor acolá.

Mesmo incomodando um pouco, vamos levando, acabamos por achar que é assim mesmo. Ao longo dos anos, esse acumulado nos cega e esquecemos o que é bom, bons sentimentos, viver bem, em paz, no amor.

Que bom quando nos dá um estalo e percebemos o quanto aquela vida ou aquelas sensações nos incomodam, damos um basta e mudamos.

3 comentários:

Fernanda disse...

Tenho me sentido assim... como uma bola de neve de chateações que vai crescendo e levando a vida junto... Espero que em breve chegue o momento da virada...

Jana disse...

Eu acho que chegou o meu momento de dar um basta!

Beijos

Sujeito Oculto disse...

Tirou essas palavras da minha boca!