terça-feira, maio 22, 2007

Up, up, up, can only go up from here...

"It's 'bout as bad as it could be
Seems everybody's buggin' me
Like nothing wants to go my way
yeah, it just ain't been my day
Nothin's comin' easily

Even my skin is acting weird
I wish that I could grow a beard
Then I could cover up my spots
not play connect the dots
I just wanna disappear"

Up
Shania Twain


Eu ia deixar um link prá tradução aqui prá Marcinha, mas era tão merda a tradução que é melhor você pedir prá Lee tá linda?

Há vários dias eu estou com falta de ar e aquele aperto no peito, sinais de ansiedade. Eu venho falando prá psiquiatra que estou ansiosa e com medo de morte desde que comecei a tomar esse remédio e a vaca pega e dobra a dosagem!! Pronto, me ferrei toda hoje!!

Up é o cacete!! Eu hoje quase morri e quase matei o escritório inteiro junto comigo com uma crise de pânico que ninguém merece!!

Foi um deus-nos-acuda aqui!! Depois de muita insistência o pessoal daqui conseguiu fazer com que o pessoal da clínica nos pusesse em contato com ela. Aí a vagabunda da atendende pede prá falar comigo. Quando eu atendo ela diz: Dona Patricia, qual sua data de nascimento?

Não preciso dizer que no telefone mesmo, na frente do meu patrão eu mandei ela pro caralho, larguei o telefone e fiquei mais louca do que já estava!!

Meia hora depois do meu patrão já ter falado com o médico dele, e o médico ter mandado eu tomar um remédio que eu tinha em casa, e depois de eu ter mandado o meu filho pegar meu remédio e vir voando no táxi pro Centro, a nojenta me liga.

- O que aconteceu Patricia?
- Ah doutora, eu dei um show aqui, tive uma crise de pânico!!
- Olha, assim você vai perder seu emprego
- .......
- O que você fez?
- Mandei meu filho trazer o remédio.
- Mas eu não mandei você carregar ele na bolsa?
- Não, você me mandou tomar toda noite, depois parar de tomar e só usar como socorro...
- Então, tô dizendo agora, carregue ele na bolsa.
- Ok doutora, obrigada.
- E força aí tá querida?
- .......

Ainda não estou bem, mas prefiro ficar aqui no trabalho do que em casa sozinha, porque meu filho tem as atividades dele e só tem 13 anos, não posso expô-lo a isso, foi a primeira vez que tive uma crise dessas...

Eu não vou mais nessa filhadaputa sem costume, porque eu odeio é ser tratada como idiota eu heim!!!! Se ela me dissesse que eu corria o risco de ter uma crise dessas, eu tinha trazido a bosta do remédio na bolsa, ué!! Eu sou depressiva, não sou maluca!!

9 comentários:

Marcinha disse...

Oi Miga!

Lee traduziu para mim. (risos) Acho que mudando a medicação tudo tende a melhorar, pelo menos a parte física, pois os sentimentos levam mais tempo.

Beijos!

Rubina disse...

Segura os cavalos Jade. Um abraço do tamanho do mundo :)

Mulher (in) Comum disse...

Nossa!
Vim aqui te pedir permissão pra que eu "linke" seu bloguinho no meu e pego uma "extravazadaça" dessas.
Adorei!
Adorei mesmo!!!


Tô "linkando" você tá?
Você já me é muito querida e bem vinda!


Beijos encantados!

Segredos da Esfinge disse...

Jade,
Tem que se cuidar.
Carregue seus remédios, cuide da depressão, mas há outro remédio que faz um bem enorme em momentos assim.
"UMA BOA ORAÇÃO", ainda não existe remédio melhor que Deus.
Beijos e se cuida

Osc@r Luiz disse...

Ei, J@de...

Pega leve aí!
Se continuar assim, vai nos deixar a ver navios.
Na verdade eu passei pra te deixar um forte e apertado abraço pelo "Dia do Abraço", mas nesse caso vou mandar uns 10!
E alguns beijos terapêuticos também!
Calma aí amiga...

Ale e Leo disse...

Jadezinha,

eu sei bem o que é isso.. pq é raro mas naoimpossivel eu tambem tenho crise de panico... dai eu desco de onibus, saio do meio de reuniao seja o que for... so sei que na hora preciso ir pra um lugar onde tenha ar pra eu respirar.
Sua médica acho que vacilou em nao te orientar direito ne? Fala serio!!!!

Amiga... se prcisar conversar to aki ok?

simaocireneu disse...

Jade, triste notícia.
Passei para deixar-lhe meus amplexos. Tive duas crises de pânico, uma em 1995 e outra em 1996, e acho que não desejo algo assim nem para meus inimigos - sério, nem para quem não goste do Caravançará (hahaha). É horrível. Agora é mandar bala nos psicolépticos e antidepressivos e continuar escrevendo para aprendizado de todos nós.
Que as próximas notícias sejam alvissareiras, ok?
Simão

Lana disse...

Jade,
Tive crise de panico daquelas bravs mesmo que me impediram por 4 anos de sair de casa.
A boa noticia: Um dia acaba.
A melhor noticia: Tem que se dedicar messssmo contra ela. Tem que se ter um terapeuta cognitivo JUNTO E ATENTO 24 horas.
Super abraço e solidariedade. Não se esqueça: Um dia voce acorda e vê que ela se foi e voce se sentira LIVRE.

Joana disse...

Oi
Concordo com Simão...jogar anti-depressivo fora, a força está toda dentro de nós, só é preciso saber achar! E tá aí de certeza que eu sei! :)
Força nisso...os momentos maus da vida que não nos matam só nos tornam mais fortes! :)
Bjão enorme!