sexta-feira, julho 16, 2010

Carinhoso prá poder ferir. Lentamente prá não atrasar. Atrás da vida prá poder morrer. Eu tô me despedindo prá poder voltar!


Tom Zé e Elton Medeiros


Ffffuuuu... ffffuuuuuuu... ffffuuuuuuuuu!! ffffuuuuuuuuuuuuuu... acho que acabou a poeira!! Quanto tempo sem escrever... você que ainda vem aqui, desculpe aí o mau jeito, tá?

É que, por mais que esse blog seja pessoal, não gosto de ficar escrevendo todo dia sobre o quanto eu acho que minha vida tá uma bosta né? Até porque não está tão uma bosta assim, é reflexo da depressão. O jeito é esperar ela ir embora...

Enfim, eu ainda tô meio fodida, cuidando da psoríase, mas não estou tão deprimida, quero voltar ao ritmo de escrever aqui.

Eu descobri esse site onde consigo recuperar a maioria dos arquivos do blog que eu perdi quando o weblogger acabou.

Fiquei lendo posts antigos e pensando em quanta coisa eu passei desde que me separei e no quanto minha vida mudou. Na prática nem tanto, mudei de casa e de emprego.

Mas emocionalmente mudei bastante! Perdi a arrogância da juventude, melhorei minha relação com meu filho, desencanei de relacionamentos (pobre da minha princesinha), enfim, sei que ainda preciso de terapia, mas quem não precisa, né?

5 comentários:

Joana Homem da Costa disse...

que saudades que eu tinha de passar por aqui! :)
adorei!

Taw disse...

Vencer a arrogância não é algo fácil... pois mesmo nas pequenas coisas ela tenta se lançar em comportamentos... requer muita atenção nas ações... não acho fácil mesmo, mas é bem possível, né... vc deve saber.

hum... melhoras!!

André disse...

Não há pelo que se desculpar, bela.
Cada um de nós tem seu próprio ritmo, seu próprio tempo, seu próprio universo. E pra mim é uma satisfação "compartilhar uma mesma época e um mesmo planeta" com você, J@de =]
Poste mais, sempre que quiser...vai sempre ter gente querendo ler, tenha certeza.
Um beijo e um queijo.

Suzi disse...

Pois é... quem não precisa?
rs

Legal saber que vc está de volta, moça. Legal mesmo!

Codinome Beija-Flor disse...

Ah! Mas que quando vou ai a nossa terapia no bar do João e da Neusa é de primeira né!
Terapia da cervejinha bem geladinha hmmmmmm!
Bjos