domingo, setembro 04, 2011

Eu não ando muito boa não...

Algumas vezes eu me pego pensando qual o sentido de conviver. Principalmente nos últimos tempos. Porque há tantas formas de uma pessoa esculhambar a outra, que às vezes me parece que o único sentido de conviver, é ajudar um a se sentir bem, em detrimento do outro.

Eu não entendo o que leva uma pessoa a fazer com outra, uma indelicadeza, uma maldade, uma atitude de desprezo, quando não é isso que ela recebe da outra.

Prefiro pensar que isso seja apenas falta de atenção, porque ninguém é tolo o bastante para não perceber que o que ela está fazendo não é uma boa forma de tratamento. Porque não é o que ela recebe. E isso não me obriga a gostar.

Um colega de trabalho disse noutro dia: "Puxa eu só queria que o Fulano me tratasse do jeito que eu trato ele".

Infelizmente não é assim, eu disse, a gente deve tentar aceitar as limitações do outro (ou que a gente considera limitação) e tentar conviver da melhor forma possível. Eu tentava ajudar o colega que estava triste, mas a mim, isso leva cada vez mais a evitar conviver.

O mínimo que uma pessoa deve fazer, é não fazer com outra o que a outra não faz com ela, isso inclui respostas atravessadas e brincadeiras idiotas. Porque a outra não faz com ela, não é porque é boazinha, ela não faz, porque não quer que façam com ela.

Mas quase nunca é assim.

10 comentários:

O Guri disse...

Guria, se tu soubesse o nojo que eu ando das pessoas... olha só por Deus!

Eu quero que você me dê sua opinião sobre esse texto aqui http://umgurientregurias.blogspot.com/2011/09/quanto-nao-vale-minha-vida.html acho que você possa ter algo importante a acrescentar!

Fernanda Iasi disse...

E isso até que não é difícil, basta parar de olhar pro próprio umbigo e se colocar no lugar do outro. Simples assim. Bjo queridaaa!

Silvia C. Barbosa disse...

Jade...
Isso é questão de amadurecimento mesmo. Você é madura suficiente para entender. Eu já vivi os dois lados da moeda. Com o tempo até nossas atitudes mesquinhas e fúteis nos entristece... Hoje, graças a Deus, penso como você e, sinceramente, não vejo sentindo em apedrejar. Posso não gostar de tudo, mas não vou "consertar" o mundo, dessa forma muito menos, né?

Beijosss

Afrodite disse...

Infelizmente Jade,a maioria dos seres ditos humanos só se importam com a sua prórpia satisfação!Que ponto chegamos...
Beijo!

José Sousa disse...

Querida amiga Jade!
Depois de uma temporada de trabalho com na realizações de festas, cá estou eu já com menos trabalho e com mais disponibilidade para o que gosto que são os meus blogues e seguidores.
Gostei deste teu belo texto, como sempre lindissimo!

Um beijo bem grande.

Simone Audrei disse...

Você tem toda razão Jade, eu há muito tempo venho deixando de conviver com muita gente por estes motivos. Estou meio que seguindo aquele velho ditado, "antes só do que mal acompanhada".
Bj

Cacá - José Cláudio disse...

Os sentimentos que habitam numa pessoa são difíceis de ser entendidos quando há algum jogo por tras de uma pretensa relação social, seja de amizade, amor ou profissinal. A gente vai administrando até quando a paciência suporta. Mas concordo que pelo menos respeito e reciprocidade não fazem nenhum mal. Abraços, Jade. paz e bem.

Gustavo Rezende disse...

Jade:

Gostei de teu blog, vc escreve com uma sinceridade cortante, sem meias-palavras!

O Flávio Gikovate sempre diz que em todo relacionamento amoroso há necessariamente um egoísta e um generoso (veja algumas das palestras dele no YouTube).

E essa ideia pode ser aplicada em outros tipos de relacionamento: de trabalho, de amizade...

Pois é... O Ser Humano é composto, complexo e complicado!

Gustavo Rezende
Mococa, SP
gmrezende@yahoo.com.br

Mulher de Fases™ disse...

O melhor mesmo é manter distância pq tudo é contagioso. Sendo assim, melhor ser infectado por coisas positivas !!!

Tatiana disse...

Oi Jade!!
Ha quanto tempo planejava passar por aqui e fui deixando....desculpe a demora!
Aproveitei o post da Dama e cliquei logo no teu nominho...rs!!!!
Quanto ao teu post, é uma f%$#@ quando nos deparamos com gente assim. Eu tive que me afastar quando conheci alguém assim que so descobri depois de muitas sacaneadas. Me faz mal ate hoje so em pensar!!!
Somos boazinhas, nao otarias...hahaha...e manda essa vibra ma para aquele lugar Jade!!!!
Beijocas!!